Projetos de Pesquisa

URBAN GROWTH, VULNERABILITY AND ADAPTATION: social and ecological dimensions of climate change in the coast of São Paulo (ENCERRADO)

Descrição: This project seeks to lay the groundwork for the long-term study of the environmental consequences of climate change on the Coast of São Paulo. It asks specific scientific questions about the spatial and demographic constraints which will condition adaptive response to climate change by coastal communities and local-regional governments; about the context of social conflict concerning the appropriation of the region s natural resources and the potential solutions this conflict may generate for resolving the new tensions introduced by climate change; about local and regional governmental actors knowledge, concern and actions regarding climate change; and about the ecological changes which may occur as a consequence of climate change. While the project is a multi-method, multiscale research program, which includes all 15 municipalities of the São Paulo Coast and Cubatão (socio-economically, geographically and ecologically an integral part of the region, but not directly on the Coast), much of the research will be centered in Caraguatatuba. There, large-scale infrastructure investments in extraction and transportation of offshore oil and gas, planned and now underway, will condition the range of possible mitigation measures, socio-demographic and ecological vulnerabilities and adaptive responses to climate change. While the research team which presents this project has a long history of cooperative research, the complex nature of climate change demands new levels of integration. In associating geospatial, demographic, political, cultural and ecological dimensions within a single project, we seek to advance in the construction of more appropriate paradigms of coupled social and ecologic al systems. Given its pioneering character, the project will also establish databases designed for future monitoring and research. In addition to the University of Campinas, three other universities and two public research institutions will participate.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – Auxílio financeiro.

Equipe:

Componente 1: Crescimento e morfologia das cidades e vulnerabilidade das populações, infra estruturas e lugares
Daniel Joseph Hogan (coordenador)
Álvaro de Oliveira D’Antona (FCA/NEPO/UNICAMP)
Eduardo Marandola Jr (NEPO/UNICAMP)
Humberto Prates da Fonseca Alves (UNIFESP)
Juliana Seidel (NEPAM/UNICAMP)
Leonardo Freire de Mello (UNIVAP)
Marcelo Coutinho Vargas (UFSCar)
Pedro Ribeiro Moreira Neto (UNIVAP)
Ricardo Ojima (CSI/FJP)
Roberto Luiz do Carmo (NEPO/UNICAMP)
Sandra Regina Baptista (CIESIN/Columbia)
Sônia Regina da Cal Seixas Gonçalves Barbosa (NEPAM/UNICAMP)
Zoraide Amarante I. Miranda (NEPO/UNICAMP)

Componente 2: Mudança ambiental global e políticas públicas em nível local: riscos e alternativas
Leila da Costa Ferreira (NEPAM/UNICAMP) (coordenadora)
Thales Haddad Novaes de Andrade (UFSCar)
Carlos Potiara (NEPAM/UNICAMP)
Marilia D’Ottaviano Giesbrecht (NEPAM/UNICAMP)
Rafael D´Almeida Martins (NEPAM/UNICAMP)

Componente 3: Conflitos entre expansão urbana e cobertura florestal e suas consequencias para a mudança ambiental global no litoral de São Paulo
Lúcia da Costa Ferreira (NEPAM/UNICAMP) (coordenadora)
Simone Vieira de Campos (NEPAM/UNICAMP)
Eliane Simões (NEPAM/UNICAMP)
Eduardo Viglio (NEPAM/UNICAMP)

Componente 4: Expansão urbana e mudanças ambientais no litoral nordeste do Estado de São Paulo: impactos sobre a biodiversidade
Carlos Alfredo Joly (NEPAM/UNICAMP) (coordenador)
Mateus Batistella (EMBRAPA)
Cristiana Simão Seixas (NEPAM/UNICAMP)
Marcos Pereira Marinho Aidar (IB/UNICAMP)
Jorge Yoshio Tamashiro (NEPAM/UNICAMP)
Débora Pignatari Drucker (NEPAM/UNICAMP)
Juliana Sampaio Farinaci (NEPAM/UNICAMP)

Primeiros resultados:

Livro: População e mudança climática: dimensões humanas das mudanças ambientais globais, organizado por Daniel Joseph Hogan e Eduardo Marandola Jr.

FERREIRA, L. C. ; ANDRADE, T. H. N. ; MARTINS, R.A. ; BARBI, F. ; URBINATTI, A. ; SOUZA, F. . Governing Climate Change in Brazilian Coastal Cities: risks and strategies. Journal of US-China Public Administration, v. 8, p. 51-65, 2011.

VARGAS, M. C. ; RODRIGUES, D. F. . Regime internacional de mudanças climáticas e cooperação descentralizada:o papel das grandes cidades nas políticas de adaptação e mitigação. In: Hogan, Daniel J.; Marandola Jr., Eduardo. (Org.). População e mudança climática. Dimensões humanas das mudanças ambientais globais.. 1 ed. Campinas: NEPO-Unicamp/UNFPA, 2009, v. , p. 205-222.

RODRIGUES, D. F. ; PIRES, M. S. . Regime Internacional de Mudanças Climáticas: estagnação ou aprendizado institucional?. Politica Hoje (UFPE. Impresso), v. 19, p. 398-436, 2010.

MAIS ACCOUNTABILITY, MAIOR SUSTENTABILIDADE? INVESTIMENTO ESTRANGEIRO DIRETO E O CONTROLE DEMOCRÁTICO NO LICENCIAMENTO AMBIENTAL EM MINERAÇÃO NA AMAZÔNIA BRASILEIRA, COLOMBIANA E PERUANA (2006 – 2012)

 

USGS Mineral Resources Data WEB GIS America del SurDescrição: Qual o impacto do investimento estrangeiro direto na sustentabilidade ambiental? Este projeto de pesquisa, utilizando metodologia mista envolvendo método comparativo amparado numa base de dados multivariados, tem por objetivo analisar a correlação positiva, na Amazônia brasileira, colombiana e peruana, entre a maior recepção de investimento estrangeiro direto (IED) na exploração de recursos naturais como mineração e uma maior degradação e baixa compensação ambiental nos países. Diferencia-se o status dessa correlação pelo grau de institucionalização de mecanismos de controle democrático no licenciamento ambiental em mineração em cada país. Para efeito de analisar a accountability no processo de licenciamento ambiental, será feito um mapa comparativo do IED na atividade de mineração, entre os anos de 2006 a 2012, auditadas pelas instituições de controle ambiental, IBAMA/Ministério do Meio Ambiente no Brasil, Ministerio de Ambiente y Desarrollo Sostenible/Autoridad Nacional de Licencias Ambientales na Colômbia e ao Ministerio del Ambiente/Contraloría General de La República no Peru. A escolha das unidades de análise se deu por representarem, na América do Sul, os países que mais receberam IED no setor de mineração nos últimos dez anos, de acordo com a CEPAL. Pressupõe-se que a menor institucionalização de mecanismos de controle democrático impacta diretamente na menor capacidade de gestão ambiental dos países e na pior qualidade de indicadores político-ambientais, cenário mensurado por indicadores diretos como (1) taxa de desmatamento em áreas sob mineração, (2) menor proporção de ecossistemas frágeis protegidos, (3) redução de auditorias ambientais operacionais realizadas por órgãos de licenciamento ambiental, (4) quantidade de projetos de mineração licenciados próximos a áreas protegidas e (5) quantidade de conflitos socioambientais relativos a atividades de mineração nos países ou indicadores indiretos como (6) preço de commodities minerais e (7) projetos de mineração financiados por bancos de desenvolvimento. A hipótese de pesquisa é que sob níveis de accountability mais baixos, o investimento estrangeiro direto tem efeito negativo na sustentabilidade ambiental..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .Integrantes: Diego Freitas Rodrigues – Coordenador / Anelise Gomes da Silva – Integrante / Lorena Madruga Monteiro – Integrante / Alan do Nascimento Pedrosa – Integrante / Tainá Teixeira Cavalcante de Lima – Integrante / Nathália Nascimento Silva e Souza – Integrante / Wendell Ficher Teixeira Assis – Integrante / José Alexandre da Silva Júnior – Integrante / Alberto Luiz Teixeira da Silva – Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 3

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s